Como medir o desempenho das atividades que você realiza?

Você já pensou em como mensurar as atividades importantes do seu dia a dia ou como mostrar quantitativamente os resultados que você entrega?

A quantificação é um recurso rico e poderoso para qualquer área do conhecimento. Podemos dizer que é inerente ao ser humano e contar elementos é a forma mais básica de quantificar. Você já observou que quantificar está presente em nosso cotidiano?

A contagem de itens ou ocorrências é uma forma de quantificação objetiva e empregada em várias áreas do conhecimento. O vendedor precisa quantificar os itens vendidos de cada produto para identificar qual é o líder de vendas, as concessionárias de energia e água medem o consumo para efetuar a cobrança, o profissional de enfermagem precisa medir a temperatura do paciente, bem como outros sinais para obter informações importantes sobre as funções básicas do corpo. Todas essas ações subsidiam a tomada de decisões.

Em nosso dia a dia também utilizamos esse referencial, quando verificamos o nível de bateria do celular ou o combustível do automóvel, mas ao correlacionar esses valores com o percentual de carga da bateria disponível ou a distância a ser percorrida com o automóvel, estamos estabelecendo uma relação. Essa é a base para um indicador, já ouviu falar?

No ambiente de trabalho não é diferente. Pode ser uma fórmula simples, do tipo planejado x realizado, até fórmulas mais elaboradas que envolvem a classificação dos materiais envolvidos e o rendimento dos produtos.

Os indicadores oferecem informações relevantes sobre as atividades e uso dos recursos subsidiando o planejamento e a avaliação dos serviços utilizados. O monitoramento constante favorece a tomada de decisões e a busca de soluções alternativas.

Na área hospitalar o ministério da saúde padronizou a nomenclatura e as medidas básicas em 2002. Dentre os indicadores clássicos podemos citar: média de permanência, taxa de ocupação, intervalo de substituição, índice de giro e mortalidade. Todos estão relacionados a boas práticas e gestão de serviços de saúde. Vale lembrar que os hotéis também utilizam taxas de ocupação na gestão do serviço.

O monitoramento constante de indicadores para o alcance dos resultados almejados é uma atividade imprescindível, assim como a definição das metas e da abordagem estratégica para alcançar os resultados.

Fatores importantes

Outros fatores importantes para o alcance de resultados e que possuem relação direta com o desempenho observado são:

– liderança
– estrutura (definição de competências e níveis de responsabilidade)
– processos bem definidos
– projetos em algumas situações
– pessoas comprometidas e
– comunicação

A comunicação

A comunicação adequada pode ser um diferencial, funcionando como um elemento motivador para os envolvidos no processo. Várias são as formas de comunicar e cada instituição adota uma ou mais. É comum ver os resultados em painéis de gestão à vista, nos murais ou em pauta de reuniões. A utilização de mais de uma forma, pode garantir maior alcance e melhor entendimento sobre os fatores que influenciam os resultados.

Os itens de destaque

Para concluir vamos repassar os itens de destaque: abordamos neste post a quantificação em nosso cotidiano, em algumas áreas profissionais para exemplificar e a relação de uma medida com uma variável do processo, que pode ser tempo ou distância ou outra. Você percebeu que isso transforma a simples quantificação num indicador? Sim, um valor que dá um referencial para a tomada de decisão.

Utilizamos como exemplo de indicadores definidos e padronizados da área hospitalar e listamos os fatores que influenciam o alcance dos resultados.

Quando você planeja suas ações, estabelece que vai medir de forma organizada e sistemática você tem uma medida do seu desempenho.

E você, o que pensa sobre esse tema? Deixe seu comentário ; )

Deixe uma resposta